Segmento de Fundo de Fundos

 

Os Fundos de Fundos Imobiliários (FOFs) são veículos de investimento de gestão ativa que buscam gerar retorno para seus investidores a partir da compra de cotas de outros FIIs e, em alguns casos, Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) diretamente, de forma complementar. Com isso, procuram obter retorno através da geração de renda distribuída pelos ativos investidos ou de ganho de capital na valorização das cotas dos ativos investidos.

De acordo com dados do Boletim Mensal de Fundos Imobiliários da B3, ao final de maio/21 a indústria de FIIs listados somava R$ 131 bilhões em valor de mercado distribuído em 353 fundos. Somando os fundos não listados, o total total de FIIs registrados na CVM chegava a 611 veículos. O número de investidores também já superava 1,4 milhão que movimentaram um volume médio diário de R$ 292 milhões em negócios na B3.

Os FOFs são geridos por gestores especializados que fazem o monitoramento do mercado e realizam as alocações de forma discricionária conforme mandato do fundo, permitindo a construção e rebalanceamento de uma carteira diversificada em termos de segmentos, ativos e gestão. Nesse sentido, os FOFs se assemelham a outros fundos, como os Fundos de Investimento Multimercado (FIM) ou Fundos de Investimento em Ações (FIA), com a diferença que os Fundos de Fundos Imobiliários são fundos fechados, ou seja, não permitem resgate de cotas e, portanto, a liquidez para o cotista se dá através da negociação via mercado secundário.

Essa gestão profissional dedicada é uma das principais vantagens para o investidor do FOF, uma vez que a responsabilidade da análise, alocação e monitoramento é repassada ao gestor do fundo, que também realizará todos os trâmites relacionados a essas atividades e representação do fundo em assembleias dos ativos investidos. Outras vantagens incluem o acesso do investidor a oportunidades restritas, voltadas para poucos investidores profissionais, além da possibilidade da aquisição de uma carteira diversificada através de apenas um veículo.

Para o investidor, o valor patrimonial do FOF é uma importante referência do valor da carteira, uma vez que este representa o valor de mercado das cotas nas quais o fundo investe na data específica, diferentemente dos fundos de tijolo, que contam com atualizações anuais do valor de seus imóveis. Por esse motivo, no caso específico do VIFI, divulgamos a cota patrimonial do fundo diariamente neste site.